DSCF4661.jpg
SCALABRINIANOS
Outubro 2019
CHILE-EARTHQUAKEWASHINGTON—Cardinal Francis George of Chicago, President of the United States Conference of Catholic Bishops, expressed prayers for all victims of the recent earthquake in Chile in a March 1 letter to Bishop Alejandro Goić, Karmelić, President of the Chilean bishops’conference.

“I write to assure you of my prayers and those of my brother Bishops in the United States for all who have been affected by this tragedy. I assure you also of our prayers for the Church and for our brother Bishops of Chile,” wrote Cardinal George. He added that the international humanitarian agency of the U.S. Bishops, Catholic Relief Services, “stands ready to be of assistance to you and your Caritas groups as they work to alleviate the suffering caused by the earthquake.”  Read More



The Catholic Relief Services is accepting donations to assist those affected by the earthquake in Chile.
For more information or TO DONATE CLICK HERE
www.radiomigrantes.netPensada por padres do Centro Scalabriniano de Comunicação no Brasil, a Rádio Migrantes há quase um ano disponibiliza videos, informações sobre eventos e links relevantes para os emigrantes brasileiros pelo mundo.

Ela foi idealizada para o brasileiro que está morando fora de sua querida pátria e quer matar as saudades de sua terra ouvindo músicas de sua região, como também ouvir notícias, orientações e entretenimentos.


Para ascessar o website clique no seguinte link: www.radiomigrantes.net

TEGUCIGALPA, Honduras (CNS) -- An activist priest in Honduras went into hiding after soldiers attacked a group of protesters who had blocked a rural highway in support of ousted President Manuel Zelaya.

Father Jose Andres Tamayo, the parish priest in Salama, told Catholic News Service by telephone July 1 that he and hundreds of other residents of the rural province of Olancho were on their way to Tegucigalpa June 29 to join a pro-Zelaya march when soldiers shot out tires on their seven rented buses near the town of Los Limones, about 100 miles from the nation's capital.

"Since we couldn't proceed to Tegucigalpa, we decided to block the highway there. The army came twice to warn us to leave, and then they returned at 2 a.m. today and started beating us," he said. Read More.
WASHINGTON (CNS) -- President Barack Obama told a round table of religion writers July 2 that he continues to be profoundly influenced by the late Cardinal Joseph Bernardin of Chicago, whom he came to know when he was a community organizer in a project partially funded by the Catholic Campaign for Human Development.

Obama said his encounters with the cardinal continue to influence him, particularly his "seamless garment" approach to a multitude of social justice issues. He also told the group of eight reporters to expect a conscience clause protection for health care workers currently under review by the administration that will be no less protective than what existed previously. Read More.

“Servir, não ser servido”. Com este lema foi ordenado bispo no dia 1º de julho de 1984, o arcebispo de Manaus (AM) e vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Luiz Soares Vieira. Na véspera de seu jubileu de prata episcopal, o vice-presidente da Conferência dos Bispos concedeu entrevista à Assessoria de Imprensa da CNBB, para falar de sua experiência pastoral no Norte do país.

Natural de Conchas (SP), dom Luiz se emociona ao falar de sua experiência pastoral no coração da Amazônia. O que ele chama de “mudança de horizontes em sua vida”. “Fui feito bispo para trabalhar na Amazônia, experiência que mudou para sempre meu modo de olhar e perceber o mundo”, disse o arcebispo.

Dom Luiz também faz questão de dizer que teve sorte ao chegar na Amazônia e encontrar um “povo acolhedor”, o mesmo que ele chama de “povo diferente” e um “bom clero”. “Ao chegar na Amazônia, há pouco mais de 20 anos, eu fui muito bem acolhido por um povo diferente, acolhedor. Os Amazônidas têm uma identidade peculiar porque, diferente do resto do Brasil, eles vivem mais o presente e não ligam tanto para o futuro. Já o clero, estava muito bem preparado quando eu cheguei. Um detalhe interessante é que só conheci a Amazônia dois dias antes de assumir a arquidiocese. Na minha visão [a Amazônia] é outro mundo, que precisa ser desenvolvido racionalmente, pois estamos à beira de mudanças climáticas. Esta região é um paradigma que se encaixa bem na Teologia da Criação e da Redenção. A Igreja tem um papel muito importante a desempenhar aqui”. Clique para ler mais.


 

 

"Eu acredito na liberdade para migrar e não na liberdade para reprimir a imigração, porque enquanto ela é positiva quando espontânea, ela se torna negativa quando imposta ou restrita.

Quando espontânea, a imigração é boa e age como uma das grandes leis da providência divina moldando o destino das pessoas e o progresso econômico-social.

 A Imigração é positiva porque é uma válvula social segura.

Ela abre os caminhos floridos da esperança e algumas vezes da riqueza, à pessoas originalmente limitadas em sua classe social e civiliza por proporcionar contato com outras leis e outros costumes.

A Imigração leva a luz do Evangelho e a civilização cristã aos bárbaros e idólatras. Enobrece o destino da humanidade ampliando o conceito de pátria para além das fronteiras físicas e políticas, transformando o mundo em um grande lar."

Rev. João Batista Scalabrini (1839/1905)

Il disegno di legge sulla emigrazione italiana, Piacenza 1888

 

scalaO Scalabrini International Migration Network é uma organização sem fins lucrativos e políticos da Congregação dos Missionários de São Carlos – Scalabrinianos. Foi criado como uma entidade jurídica para coordenar objetivos internos e ações externas com funções de representação (advocacy [defesa dos direitos] e lobbying [grupo de pressão]) e desenvolvimento (fundraising), a fim de auxiliar as missões scalabrinianas no mundo. Sua missão é proteger a dignidade e os direitos dos migrantes, refugiados, marinheiros, itinerantes e pessoas em movimento.

Os objetivos da Scalabrini International Migration Network são:

* Sensibilizar indivíduos, grupos e associações para compreender a mobilidade humana como uma fonte, uma oportunidade de encontro e diálogo entre povos, sociedades, culturas e religiões diferentes,

* Suscitar a promoção cultural e social dos migrantes, refugiados e itinerantes,

* Proteger seus direitos e aqueles de suas famílias,

* Promover a cidadania participativa e desenvolver cooperação e capacitação,

* Coordenar as associações e instituições Scalabrinianas que trabalham no mundo da mobilidade humana,

* Desenvolver projetos buscando os fundos disponíveis nas entidades públicas e particulares. Para saber mais visite o SCALABRINI INTERNATIONAL MIGRATION NETWORK website .

La Segreteria Generale MISSIONÁRIOS, LEIGOS (AS) SCALABRINIANOS DA AMÉRICA DO SUL REUNIDOS EM ASSEMBLEIA

(Guaporé, RS – Brasil, 09 de julho de 2008)

“Para o migrante, a Pátria é a terra que lhe dá o pão, o trabalho e a acolhida” ( G.B. Scalabrini ).

Reunidos em Assembléia Geral, nós Missionários de São Carlos e leigos – Scalabrinianos a serviço dos migrantes em 33 paises, estivemos avaliando nossa caminhada para fortalecer prioridades em nossotrabalho pastoral e apontar rumos e projetos de futuro junto aos nossos irmãos migrantes dos Países da América Latina.

Conhecemos e partilhamos no dia-a-dia a dor, os traumas, as angústias, a discriminação, as violações dos Direitos Humanos dos migrantes e suas famílias e ao mesmo tempo a resistência, a riquezacultural e o quanto contribuem as pessoas que emigram para o desenvolvimento dos povos e nações, nabusca de realizar seus sonhos e suas esperanças em outras terras.Lamentamos e expressamos nossa mais profunda preocupação frente às recentes medidas deracismo, xenofobia e discriminação contra os imigrantes adotadas pelos Países da União Européia com a“Diretiva do Retorno”.

©2007-2019 Comunidade Catolica Brasileira em NYC. All rights reserved. Website by Silicon Farm Design & IT Solutions | Credits